Notícias

Aspirante à CBF, jovem Tiago Nascimento comanda Santa Cruz e Chã Grande com personalidade

 

O resultado da partida entre Santa Cruz e Chã Grande no Arruda pode não ter sido o que a maioria dos cerca de 13 mil espectadores esperava, mas foi o justo, e a arbitragem teve papel fundamental para que o placar refletisse o que fizeram os dois times em campo. Em um jogo difícil, Tiago Nascimento, Wilton Lins e Bruno Alcântara, além de Idelvânio Cavalcanti, o 4º árbitro, tiveram uma atuação presente e criteriosa, tanto na parte técnica, como na disciplinar.

Aspirante ao quadro da CBF, o estudante de educação física Tiago Nascimento, 25 anos, fez sua quarta partida pela série A1 do Campeonato Pernambucano e seu segundo jogo intermediário (que envolve um grande da capital e um time do interior). “Foi meu jogo mais difícil até agora, com vários lances de penalidade e toques de mão na bola, que exigem a interpretação na fração de segundo, e acredito que me saí bem e a arbitragem terminou com uma boa atuação”, disse Nascimento.

Para o assistente Bruno Alcântara, 31 anos, que atuou como nº 2 nesta quinta (14), a arbitragem não pode perder a concentração em nenhum momento seja qual for o jogo. “Temos que estar sempre preparados para os imprevistos. Um jogador pode estar desequilibrado emocionalmente e causar uma situação que temos que agir para não deixar que uma confusão atrapalhe o jogo”, afirmou ele, que já havia trabalhado com Sandro Meira Ricci e Ana Karina, ambos FIFA, no jogo entre Sport e Serra Talhada. “É lógico que almejamos sempre o melhor, mas chegar no nível deles é muito difícil. É um funil muito estreito. No entanto, queremos estar sempre trabalhando em bons jogos e fazendo um bom trabalho. Deus é que sabe onde a gente vai chegar”, finalizou Alcântara.

Sandro Meira Ricci apita primeiro clássico do Pernambucano 2013

SandroMeiraRicci

Nesta quinta-feira (14) foi definido o quinteto que irá atuar no primeiro clássico do Campeonato Pernambucano 2013. O árbitro FIFA, Sandro Meira Ricci, vai comandar o jogo com o auxílio de Jossemar Diniz e Ricardo Chianca, além dos reservas Gleydson Leite (árbitro) e Francisco Chaves (assistente).

É a primeira vez que um jogo do PE 2013 contará com cinco ao invés de quatro árbitros. “Como é um jogo de maior envergadura resolvemos colocar um árbitro e um assistente reserva. Além de estarem a postos para uma eventual substituição na arbitragem, eles poderão fazer um melhor controle dos bancos de reserva das duas equipes”, esclareceu Erich Bandeira, presidente da comissão de arbitragem.

 

 

Perto do fim da carreira, assistente Jossemmar Diniz atuará ao lado do filho

Depois de 18 anos nos campos, o assistente de arbitragem Jossemmar Diniz vai encerrar a carreira no Campeonato Pernambucano 2013. Mas antes disso, o experiente bandeira terá uma emoção intensa nesta quinta (14). Diniz formará com o filho, Jean Marcel, a dupla de assistentes de arbitragem na partida Central x Serra Talhada, em Caruaru, que será apitada por Gleydson Leite.

O afastamento dos gramados foi uma difícil decisão e levou dois anos para ser amadurecida pelo bandeira. Diniz poderia atuar ainda até 2015, já que tem 43 anos e a FIFA determina a aposentadoria compulsória aos 45. “Acho que chegou a hora. Tive que deixar, por muitos momentos, coisas importantes de lado como a família e o lazer. Agora quero me dedicar mais ao meu trabalho na Polícia e a minha esposa e filhos”, justifica o major da Polícia Militar.

Apesar de ser um jogo carregado por aspectos pessoais, o experiente auxiliar de arbitragem diz estar tranquilo. “Já vivi muita coisa nesse trabalho e, por isso, estou sossegado. Além disso, sei que Jean está pronto para qualquer desafio e isso é o que me deixa mais tranquilo”, resume Jossemar Diniz.

Já o filho, diz estar um pouco mais ansioso do que o normal. “Tudo que sei aprendi com ele – a parte técnica, a marcação, o impedimento. Por isso, é uma responsabilidade maior trabalhar ao lado dele nesse jogo. Mas acredito que tudo vai dar certo”, revela Jean Marcel, de 23 anos, e assistente profissional desde 2011.

Jossemmar Diniz promete acompanhar de perto a carreira do herdeiro a partir de agora. “Ele é talentoso e desde pequeno está neste universo do futebol. Sinto-me aliviado por concluir meu ciclo em alto nível e vê-lo indo tão bem num trabalho tão difícil. Sempre darei o apoio necessário, só que agora fora dos campos”, conclui.

Ficha do Jogo

Central x Serra Talhada

Local: Estádio Luiz Lacerda – Caruaru

Data e horário: quarta (13), às 20h

Árbitro: Gleydson Leite (CBF)

Assistentes: Jossemmar Diniz (CBF) e Jean Marcel (FPF);

4º Árbitro: Diego Fernando (FPF)

Arbitragem perfeito no jogo entre Santa Cruz e Central 

Existe uma espécie de senso comum entre torcedores e crônica esportiva de que quando a arbitragem não aparece na partida é sinal de que ela foi bem. Baseado nisso, poderia até se dizer que o quarteto de Santa Cruz 2 x 0 Central não esteve em campo. Mas essa “lenda” não é bem verdade, porque a arbitragem marcou sua posição firmemente, acertou no julgamento dos lances e deixou que os times construíssem o jogo da maneira mais justa.

Estreando em um jogo intermediário na capital, a auxiliar Karla Santana estava extremamente motivada e fez o trabalho com a excelência de uma veterana. ”A vibração da torcida é algo que se destaca em relação aos jogos preliminares. Para mim foi algo diferente ter uma torcida tão calorosa. A emoção do jogo é diferente, pois vemos o público empolgado, gritando a cada jogada bonita. Isso é algo que eu não vi em outros jogos e que me empolgou e me motivou a querer dar o meu melhor, poder estar ali para legitimar o placar do jogo”.

O experiente Albert Junior e a quarta árbitra, Deborah Cecília, também executaram o trabalho com perfeição e ajudaram o alagoano Francisco Carlos Nascimento a terminar o jogo sem nenhum protesto por parte dos times. Ele, que está participando do intercâmbio entre a arbitragem de diversos Estados, falou sobre a qualidade da arbitragem nordestina.  ”Falta apenas um jogo para fecharmos a Copa do Nordeste, que vem acontecendo com 100% de árbitros nordestinos e não houve uma representação sequer na CBF. Então, toda a arbitragem da região está de parabéns por realizar a competição sem nenhum tipo de reclamação. Também gostaria de parabenizar a Comissão Nacional de Arbitragem por ter confiado no nosso trabalho. O desejo agora é de que o grupo possa manter essa regularidade ao longo do ano”.

No fim da partida, o observados Franscisco Domingos deu o veredicto final sobre o trabalho do quarteto. ”Na minha ótica, a meu juízo, o quarteto de arbitragem teve um trabalho ótimo. O árbitro iniciou e terminou a partida no mesmo padrão, conduzindo a partida muito bem, ao ponto de não haver nenhum questionamento ao fim do jogo, nem por parte dos times, nem da torcida. Quando acontece um fato dessa natureza é a prova de que o árbitro fez um bom trabalho. Foi mais uma grande arbitragem para o futebol pernambucano. A nota é de 8,5 pra cima para todos eles”.

Wagner Cabral se garante na arbitragem de Náutico x Belo Jardim

Era a primeira partida de Wagner Cabral sob a pressão de uma torcida de massa. Mas isso não foi motivo para deixar o árbitro nervoso ou inseguro no comando do jogo Náutico x Belo Jardim, na noite deste sábado (09), nos Aflitos. Cabral fez uma arbitragem precisa, assim como, seus assistentes Roberto José e Francisco Chagas em partida válida pela 5ª rodada do 2º turno do Pernambucano 2013. A disputa ainda contou com a quarta arbitragem de Ana Karina Marques.

Com um início de partida tranquilo e o time da casa já vencendo por 1 a 0, a impressão era que seria um jogo fácil de se arbitrar. Porém, o tempo mostrou ao quarteto de arbitragem que o futebol é dinâmico e uma torcida inflamada pode mudar os nervos em campo. Em alguns lances divididos jogadores e torcedores alvirrubros começaram a pressionar Cabral e assistentes. As reclamações, por sinal, motivaram o primeiro amarelo para o volante Marcos Vinícius, o que acalmou um pouco o restante da equipe pressionada pelo time do interior na etapa inicial.

Já perto do fim do primeiro tempo, dois lances difíceis, mas bem julgados pelo árbitro. Em ataque do Náutico, uma bola chutada dentro da área bateu no peito do jogador do Belo Jardim. A torcida pediu pênalti, mas o árbitro, acertadamente, não deu. Depois, um atacante alvirrubro caiu dentro da área e novamente a pressão da torcida e dos jogadores do Timbu não fez com que o árbitro desse uma penalidade inexistente. Os lances bem avaliados foram a senha para a arbitragem sofresse pressão da torcida até o final do jogo.

No segundo tempo, o jogo ficou um pouco mais tenso e com lances ríspidos. Num deles, em falta dura, Eduardo Eré (Belo Jardim) levou amarelo. O mesmo ocorreu com Elicarlos, que deu um carrinho por trás em Douglas, da equipe interiorana. Aos 35 minutos, um lance capital. O atacante do Náutico Elton é puxado dentro da área por Pintado, que leva amarelo. Pênalti bem assinalado. Minutos depois, Pintado faz nova falta dura e é expulso corretamente. O capitão do Náutico, Jean Rolt, também levou cartão amarelo por retardar a partida já próximo do término da partida.

No final, o Náutico venceu por 3 a 0 0 Belo Jardim e o quarteto de arbitragem saiu de campo com o dever bem feito, em especial, Wagner Cabral, que tirou de letra o peso da estreia sob a pressão de uma grande torcida da capital.

Maratona de testes para árbitros e assistentes de Pernambuco

Uma das maneiras de monitorar a preparação da arbitragem são as seletivas periódicas de avaliação física como a que ocorreu nesta sexta (09). A atividade contou com 23 árbitros e assistentes, que realizaram testes físicos no Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem. Os classificados agora estão credenciados a trabalhar na arbitragem das partidas organizadas pela Federação Pernambucana de Futebol como a Série A1 e a Copa Pernambuco.

Os árbitros foram os primeiros a entrar na pista do Santos Dumont. Os “donos do apito” passaram por um teste de explosão muscular no início da avaliação. Em duplas, os profissionais tiveram que percorrer seis vezes uma distância de 40 metros, em menos de sete segundos, com intervalo de descanso de um minuto e meio. Depois, veio a prova de resistência, quando os avaliados contornaram a pista 10 vezes, em piques de 150 metros por 30 segundos, com tempo de descanso de 40 segundos de descanso para árbitros e 45 para assistentes. O mesmo processo foi realizado pelo grupo de auxiliares de arbitragem.

No final, sete assistentes e 12 árbitros passaram pelo teste e estão aptos para seguir atuando no Campeonato Pernambucano e demais competições oficiais no estado. “O resultado foi muito bom, pois sentimos um avanço no condicionamento físico em relação ao início do campeonato. Além disso, houve um crescimento no número de profissionais aprovados”, avaliou o diretor de Educação Física do Sindicato dos Árbitros, Francisco Chaves.

Finais da Copa do Nordeste terão árbitros de Pernambuco

IMG_1909

Se os resultados não foram tão positivos para as equipes pernambucanas na Copa do Nordeste, o mesmo não pode ser dito para a arbitragem local. Isso porque as duas partidas finais do torneio regional terão representantes pernambucanos no comando dos jogos. Neste domingo (10), Clóvis Amaral será assistente em Arapiraca para a partida entre ASA e Campinense. No final de semana seguinte, Gilberto Castro Júnior viaja até Campina Grande para o jogo da volta, quando será o 4º árbitro do jogo.

Na partida deste domingo o árbitro principal será Pablo Gonçalves (RN) com auxílio de Amaral e Cleriston Clay (SE), além de Rogério Lima (SE) na quarta arbitragem. Será a primeira participação do assistente pernambucano em uma final de torneio nível CBF. Amaral, 31 anos, acredita que será uma experiência importante para a evolução de sua carreira. “Acho que a competição contará pontos significativos para o ranking CBF, o que poderá me credenciar para outras partidas importantes em nível nacional”, explica o assistente rankeado atualmente na 19ª posição.

Já no jogo decisivo, a qual ocorre domingo (17), na Paraíba, Gilberto Castro Júnior fará parte da equipe comandada por Jailson Freitas (BA), que conta ainda com os assistentes Thiago Brígido (CE) e Izac Oliveira (RN).

Arbitragem pernambucana aprovada em teste da CBF

15

Um dia extenuante, mas satisfatório. Assim pôde ser definida a quinta-feira (07)  de um grupo de árbitros e assistentes que participou de uma rigorosa bateria de testes físicos e de conhecimentos aplicada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Centro Esportivo Santos Dumont, em Boa Viagem. Quem passou na avaliação se qualifica a participar de jogos em competições nacionais como a Copa do Brasil e o Brasileirão, além de ostentar o escudo da CBF no peito pelo próximo ano.

Pela manhã, o início das atividades foi marcado pela aplicação de uma prova de conhecimentos teóricos. Os árbitros tiveram 20 minutos para responder 20 questões relacionadas às 17 regras do futebol, ao regulamento geral das competições da CBF e todos os artigos do Estatuto do Torcedor. Nessa primeira etapa todos os árbitros e assistentes participantes passaram com tranquilidade.

A avaliação seguiu no período da tarde com a rigorosa prova física. No primeiro momento, os participantes tiveram que testar a explosão muscular, percorrendo por seis vezes 40 metros em menos de sete segundos, com intervalo de descanso de um minuto e meio. Na segunda fase, foi avaliada a resistência dos árbitros e assistentes. Todos tiveram que perfazer a pista do Santos Dumont, no mínimo, 10 vezes com tiros de 150 metros em 30 segundos, intercalados por 40 segundos de descanso para árbitros e 45 para assistentes.

Todos os árbitros pernambucanos que já possuem o escudo CBF foram aprovados, dessa forma, poderão manter o status pelos próximos 12 meses. Outros cinco profissionais foram selecionados e disputam uma vaga no quadro nacional. É o caso de Tiago Nascimento, que chamou a atenção não só por ter completado as provas, mas por incentivar o colega Diego Fernando que sentiu dores musculares durante o teste, mas superou a dificuldade com o apoio do companheiro. “Mesmo havendo a concorrência por uma vaga, nós temos muito companheirismo na categoria e queremos o sucesso de todos. Agora é esperar pelo resultado da avaliação e torcer”, disse Nascimento após os testes.

O bom desempenho da arbitragem local também pôde ser registrada entre os assistentes de arbitragem. Do 15 participantes, somente dois não obtiveram êxito nas provas físicas. Como Pernambuco conta com 13 vagas e duas estão abertas, automaticamente, os três novatos devem ser  integrados ao quadro da CBF para trabalhar em competições nacionais neste ano.

De acordo com o presidente da Comissão Estadual de Arbitragem, Erich Bandeira, os nomes dos novos árbitros e assistentes CBF serão divulgados em dez dias. “O resultado da avaliação foi ótimo, mostrando que o quadro local está bem preparado. Agora serão avaliados esses testes junto com outros critérios como número de partidas e desempenho nas últimas competições para definir quem serão os novos representantes da arbitragem local na CBF”, explicou.

Estrutura – O Sindicato dos Árbitros Profissionais de Futebol do Estado de Pernambuco (SAPFEPE) montou uma estrutura especial para garantir o bom andamento dos testes. Além de providenciar equipes de segurança e socorro médico durante toda a avaliação, a instituição forneceu alimentação adequada e um massagista para os profissionais da arbitragem. “Fizemos um grande esforço para não faltar nada para os árbitros e assistentes ao longo dos testes. É um dia importante para nossa categoria e estamos muito satisfeitos com  o sucesso do evento e, principalmente, pelo resultado positivo da avaliação”, destacou o presidente do SAPFEPE, Emerson Sobral.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: